Prefeitura de São Paulo publica dados inéditos sobre produtores rurais no Portal GeoSampa

Em formato aberto, bases de dados, oriundas de dois cadastros realizados pelo Município, mostram as principais características da produção de agricultores do extremo sul da cidade, como tamanho da propriedade, principais culturas e faixas de renda do trabalhador. O objetivo é mais uma vez orientar políticas públicas à região

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), em parceria com o Projeto Ligue os Pontos, acaba de disponibilizar no Portal GeoSampa duas inéditas bases de dados sobre os agricultores da zona sul rural de São Paulo que vão orientar políticas públicas de fortalecimento da agricultura, geração de renda e preservação ambiental dessa importante região da cidade.

Essas bases de dados contêm as informações coletadas por dois cadastramentos realizados pelo Projeto Ligue os Pontos sobre os produtores rurais e as unidades agropecuárias localizadas no extremo sul da cidade.

O primeiro cadastro corresponde ao levantamento realizado no primeiro semestre de 2019 pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), contratado pelo Projeto Ligue os Pontos, que a partir da análise de mais de 1.600 áreas localizadas na zona rural Sul – para as quais foi aplicado um conjunto de critérios – cadastrou 428 unidades de produção agropecuária – UPAs, sendo 169 em Grajaú (subprefeitura de Capela do Socorro) , 171 UPAs no distrito de Parelheiros e 88 em Marsilac (ambos na subprefeitura de Parelheiros).

Os resultados desse cadastro foram apresentados aos agricultores da região em seis encontros no segundo semestre de 2019 e mostraram, por exemplo, que o produtor da zona rural Sul é majoritariamente masculino (70%), casado (70%), com idade entre 35 e 59 anos (55%), reside com a família e possui apenas o Ensino Fundamental (45%) como grau de instrução. Trabalham, em sua maioria (80%), em propriedades de pequeno porte, com até 20 hectares, e 47% declaram ter rendimento mensal inferior a mil reais.

O cadastro já foi tema de estudo da série Informes Urbanos, publicação também da SMDU, que analisa os mais diversos temas de interesse da cidade. Clique aqui para acessá-lo. E agora, a partir do Portal GeoSampa, interessados no assunto poderão consultar, diretamente no mapa, os pontos georreferenciados correspondentes às UPAs, além de baixar, em formato aberto, um conjunto de informações resultante do questionário aplicado pelo CEBRAP aos agricultores. Uma Nota Técnica, que descreve a metodologia utilizada para a realização do presente cadastro, também está disponível para download.

O outro arquivo inserido no mapa digital da cidade corresponde a uma base de dados atualizada dos agricultores da zona rural Sul, que incorpora, além das 428 UPAS cadastradas pelo CEBRAP, mais 91 novas unidades. Mais uma vez os dados, que mostram o tipo de produção do local e o tamanho de sua área, foram georreferenciados, portanto, estão disponíveis tanto para download, quanto para consulta no mapa.

Essas novas informações foram coletadas em campo pelos agrônomos do Projeto Ligue os Pontos, em parceria com a Casa de Agricultura Ecológica de Parelheiros (Secretaria Municipal das Subprefeituras), durante a rotina de visitas técnicas aos agricultores. Trata-se de uma parcela do banco de dados do novo Sistema de Assistência Técnica e Extensão Rural e Ambiental – SisRural, a ser lançado ainda neste ano, que será o repositório oficial do cadastro das unidades de produção do município e fornecerá periodicamente dados atualizados.

É importante ressaltar que em ambas as bases disponibilizadas as respostas coletadas passaram por um tratamento a fim de garantir a confidencialidade de dados pessoais dos agricultores, excluindo informações pessoais que pudessem identificá-los.


Como acessar?
Para consultar informações sobre os cadastros diretamente no mapa, acesse o Portal GeoSampa, aperte o botão “+” para dar zoom, clique em “Rural”, situado no menu direito, e em seguida habilite a camada “Unidades de Produção Agropecuária”. Com o botão “i” pressionado, clique no ícone desejado no mapa para obter informações.

Os dados desses cadastros também estão disponíveis para download. O mesmo vale para a Nota Técnica. Para baixá-los, clique no ícone “Download de Arquivos”, escolha o tema “Rural”, “Unidades Produtivas” e selecione “Arquivo_ZIP”


Projeto Ligue os Pontos
O Projeto Ligue os Pontos, da Prefeitura de São Paulo, com coordenação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), e premiado pelo Mayors Challenge da Bloomberg Philanthropies, busca fortalecer a agricultura na zona sul da cidade para frear a expansão urbana desordenada e proteger áreas ambientais.

A partir do uso da tecnologia como ferramenta de integração e da coordenação de iniciativas existentes e informações da região, seu objetivo é estimular uma economia verde consistente, evitando que as áreas cultiváveis sejam tomadas pela urbanização informal e coloquem em risco a segurança hídrica e ambiental da cidade.

Com atuação em três frentes (fortalecimento da agricultura, articulação da cadeia de valor e coleta de dados e evidências), a ideia é tornar a produção de alimentos no extremo sul da cidade uma atividade mais sustentável, tanto do ponto de vista ambiental , quanto de renda para os agricultores, e, assim, encorajá-los a permanecer em suas terras e, onde for possível, até mesmo expandir sua produção.

Saiba mais sobre o Projeto Ligue os Pontos: https://ligueospontos.prefeitura.sp.gov.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *