O Projeto Ligue os Pontos atua com três eixos estruturantes de ação: Fortalecimento da Agricultura, Cadeia de Valor e Dados e Evidências. E para cada uma dessas linhas estão previstas ações transversais e ferramentas que viabilizem a: construção de um sistema informacional, capacitação e engajamento dos diversos agentes da cadeia de valor da agricultura familiar local.

O Ligue os Pontos apresentou diversos avanços desde o início de sua implementação. A primeira fase do projeto, ocorrida entre março e outubro de 2018, priorizou o início das atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER, proporcionando histórias de sucesso, como a da produtora de Parelheiros Ana Santos, que pôde plantar adotando práticas mais sustentáveis e até iniciar a construção de uma mini estufa para melhorar sua produção.

Com o objetivo de encontrar alternativas de comercialização mais rentáveis ao agricultor convencional, a equipe testou um novo canal de comércio – uma pequena empresa de higienização de verduras na zona oeste da cidade – que poderia trazer as seguintes vantagens para o produtor: garantir volume e frequência da demanda, proporcionar um contrato de longo prazo e a relação clara com o cliente. Ao fim, resultado mostrou, em média, um aumento de 36,04% no valor pago pelas verduras.

Para conhecer melhor a realidade dos agricultores da zona rural sul e obter dados mais atualizados que permitissem orientar o planejamento das ações do projeto, foi realizado no primeiro semestre de 2019 o Cadastramento das Unidades de Produção Agropecuária da Zona Rural Sul de SP, que identificou 428 agricultores nos distritos de Grajaú, Parelheiros e Marsilac.

Concluída em 2018