Prefeitura de São Paulo inaugura Vitrine de Técnicas Sustentáveis na Escola de Agroecologia de Parelheiros

Oito técnicas ficarão expostas no Parque Nascentes do Ribeirão Colônia, com objetivo de ensinar agricultores e moradores da região

Em comemoração à Semana do Meio Ambiente, nesta segunda-feira (31), a Prefeitura de São Paulo inaugurou, em evento on-line, a Vitrine de Técnicas Sustentáveis no Parque Nascentes do Ribeirão Colônia, em Parelheiros, zona sul da capital.

Em parceria entre o Projeto Ligue os Pontos e a Secretaria do Verde e Meio Ambiente, a instalação conta com oito técnicas sociais sustentáveis baseadas nos princípios da permacultura, além de vídeo aulas explicativas sobre cada técnica, e uma cartilha que está em produção.

“Essas técnicas podem ser replicadas nas propriedades agrícolas, tornando-as mais sustentáveis, uma iniciativa importante de apoio à zona rural de São Paulo, que vem para fortalecer a produção agroecológica e ajudar na preservação ambiental da cidade”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Aline Cardoso. “Todo cidadão paulistano poderá aprender de forma gratuita a contribuir para uma cidade mais sustentável”, reforça o secretário do Verde e Meio Ambiente, Eduardo de Castro.

Entre as técnicas expostas na Vitrine, está o Filtro Círculo de Bananeiras, uma forma simples de tratamento das águas cinzas da casa, como a água do banho, pia, e tanque, com exceção da água dos vasos sanitários. No evento, foi exibido o vídeo que ensina a fazer a instalação com materiais de fácil acesso, como balde, canos PVC, madeira e palha. “A permacultura traz para os dias de hoje técnicas que são milenares e que se apoiam em produtos que podem ser encontrados localmente”, diz Vinícius Ramos, do Balaio Orgânico, empresa selecionada por edital público do Projeto Ligue os Pontos, e contratada para a instalação da Vitrine.

Também são encontradas na área do parque a bomba carneiro; cisternas compactas de tambor e de tubos; filtro caseiro de água; cisterna de ferrocimento; compostagem de lixo orgânico; construção em adobe, superadobe e hiperadobe; filtro de raízes; e horta pedagógica de PANCs (plantas alimentícias não convencionais). Em breve, também serão instalados um meliponário com 4 variedades de abelhas sem ferrão, e um banco de sementes para troca entre produtores locais.

“A Vitrine de práticas sustentáveis, juntamente com a Escola de Agroecologia e o TEIA, primeiro coworking rural da cidade, que já estão no parque, consolidam um espaço para que todos possam visitar, conhecer e fazer parte dessa rede agroecológica que está se formando e se fortalecendo no território”, diz Nicole Gobeth, gestora do Projeto Ligue os Pontos.

O Parque Nascentes do Ribeirão Colônia está aberto todos os dias, das 7h às 18h. As videoaulas do projeto serão disponibilizadas no canal da UMAPAZ no youtube, a primeira delas sobre Filtro Círculo de Bananeiras já está disponível:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *